segunda-feira, 11 de abril de 2011

Asma


A asma é uma doença inflamatória crónica das vias aéreas que ataca o sistema respiratório e que resulta na redução ou até mesmo obstrução no fluxo de ar. A sua fisiopatologia está relacionada a interação entre factores genéticos e ambientais que se manifestam como crises de falta de ar devido ao edema da mucosa brônquica, à hiperprodução de muco nas vias aéreas e a contração da musculatura lisa das vias aéreas, com conseqüente diminuição de seu diâmetro (broncoespasmo).


As crises são caracterizadas por vários sintomas como: dispnéia, tosse e sibilos, principalmente à noite. O estreitamento das vias aéreas é geralmente reversível porém, em pacientes com asma crônica, a inflamação pode determinar obstrução irreversível ao fluxo aéreo.


As características patológicas incluem a presença de células inflamatórias nas vias aéreas, exsudação de plasma, edema, hipertrofia muscular, rolhas de muco e descamação do epitélio.


O diagnóstico é principalmente clínico e o tratamento consta de medidas educativas, drogas que melhorem o fluxo aéreo na crise asmática e anti-inflamatórios, principalmente a base de corticóides.



Medicina Chinesa: Na medicina chinesa, a asma é chamada de "xiao chuan", que significa sibilos e dispnéia, respectivamente. A medicina chinesa classifica xiao chuan como duas doenças distintas com tratamentos diferentes. Xiao (chiado/sibilos), caracteriza-se por um som de assobio durante a respiração, aumento da frequência respiratória, dispneia e incapacidade de repouso numa posição horizontal. Chuan (falta de ar) é caracterizada por dispnéia, constante abertura da boca para agarrar o ar, ombros levantados, narinas e incapacidade de repouso numa posição horizontal. Pacientes com Xiao (chiado/sibilos) geralmente terão chuan (falta de ar), enquanto pacientes com chuan (falta de ar) pode ou não pode ter xiao (sibilância).


Na medicina ocidental, chiado e falta de ar são consideradas como sintomas que podem estar presentes em diversos tipos de síndromes pulmonares, como asma, bronquite aguda, bronquite crônica e enfisema.


Etiologia:


- Invasão de Vento-frio (em que haverá expectoração de expulsão fácil e clara, aversão ao vento e ao frio, espirros, opressão torácica, arrepios, podem se verificar dores no corpo, febre ligeira).


- Acumulação de Calor e Fleuma (mucosidades): neste caso a expectoração será amarelada e de difícil expulsão, opressão torácica, dispneia associada a polipneia)


- Deficiência do Pulmão: tosse improdutiva, fraca, pode ter ligeira exopectoração com dificuldade em expectorar, cansaço fácil, aumento relativo da expiração)

- Deficiência do Rim: dificuldade inspiratória, dispneia de decúbito e por pequenos esforços, lombalgia, joelhos fracos, cansaço.
Ex. Fórmula: Jin Kui Shen Qi

- Deficiência do Baço: tosse com expectoração abundante, plenitude torácica, e epigástrica, diarreia ou fezes moles e pastosas, cansaço, falta de apetite, distensão abdominal, pode ter extremidades frias, edema.


Prevenção:


Evitar apanhar frio e vento, evitar ficar doente (constipado ou gripado), evita fumo e pólen, camarões, frutos do mar, peixe, lacticíneos, alimentos crús, frios e gordurosos, saladas, melancia, banana, feijão mung, alimentos salgados.


Usar ervas aromáticas, inhame, nabo, mostarda, pêra, Vitamina B2, fungo cordiceps, damasco e miolo de damasco, amêndoas, nozes, manjericão,cenoura, abóbora, melão de inverno, sementes de girassol, abóbora, figo, daikon, lichia, tangerinas, nêsperas, mel, gergelim.

Receita 1: Pegue uma laranja com casca, fure com um palito e asse até que a casca escureça. Retire a casca e coma a fruta, uma laranja por dia durante sete dias.


Receita 2: Beber suco de figo fresco três vezes ao dia.




Tao of Nutrition - by Maoshing Ni